Mobilização


A ação de intervenção inicial junto aos terreiros de Candomblé é baseada na composição de estratégias para fortalecer a cultura empreendedora, da cooperação e do associativismo. 

O processo de mobilização e sensibilização tem por propósito demonstrar para os filiados dos terreiros de Candomblé que os empreendimentos agroecológicos a serem instalados, além de gerarem uma diversidade de espécies e produtos de excelente qualidade a serem utilizadas diretamente pelos produtores, também irão gerar excedentes da produção para a comercialização e, consequentemente, geração de renda para os terreiros beneficiados.

Além da questão econômica, fundamental para empoderar as comunidades de terreiros, o Projeto RHOL tem o papel de catalisador no processo de união dessas comunidades em prol de ideais comuns, como o combate à intolerância religiosa, a capacitação de jovens, o fomento à troca de idéias e o fortalecimento da religião frente às adversidades. Durante a mobilização e sensibilização dos terreiros de Candomblé, é estimulada a formação de um grupo cooperativo.

O propósito desta etapa é iniciar o diálogo visando, no decorrer do projeto, compor uma rede de relacionamento empreendedor solidário, na qual podem ser trocadas informações e conhecimento entre os produtores e, principalmente, criar condições para que o grupo se fortaleça, gerando maiores excedentes e diversificação da produção, o que proporcionará melhores condições de comercialização.


                   













RHOL – Rede de Hortos de Plantas Medicinais e Litúrgicas